Fale conosco: 0800-253-5403 cleisonrabelo@hotmail.com

Saiba mais sobre essa ferramenta extremamente útil no dia a dia de uma pessoa com deficiência visual.

Você já reparou atentamente a uma bengala de cego? Não, pois é ao terminar de ler esta matéria você com certeza vai pensar “nunca tinha reparado” e vai ficar de olho no primeiro deficiente visual que encontrar perambulando na rua.

Que se faz necessário é indiscutível, existem outros recursos (como o cão guia) mas a bengala é realmente uma ferramenta de longa data, atualmente as bengalas são dobráveis, utilizadas para se locomoverem e identificarem locais, hoje temos em alguns lugares o piso tátil que dá melhor orientação aos cegos. O modelo dobrável é dividido em partes: luva, gomos, ponteira e elástico, A luva serve para a pessoa segurar a bengala. Os gomos constituem o corpo da bengala. Eles são unidos por meio de um elástico. O elástico fica preso na luva e na ponteira. A ponteira é a parte que fica em contato com o chão.
Quando a bengala não está em uso, basta ir puxando os gomos, que ela se dobra. Quando vai usar, basta soltar que ela se abre rapidamente.
As cores são brancas, verdes e há também bengalas brancas e vermelhas. A Bengala Branca é usada para identificar pessoas que são cegas, e/ou com deficiência visual, na maioria dos países. A Bengala Branca informa que, os usuários da mesma, têm cegueira ou deficiência visual, o que não é o suficiente para identificar pessoas com surdocegueira. Com o intuito de atrair a atenção para o fato de que o usuário da bengala tem surdocegueira, parcial ou total, foram colocadas fitas ou adesivos vermelhos sobre a Bengala Branca, como um símbolo para a surdocegueira, em vários países.
Assim, em alguns países, este símbolo já é bem reconhecido, mas outros ainda precisam conquistar esse hábito, pela sociedade em geral e por autoridades. De qualquer forma, a Bengala Branca e Vermelha já está por aí.

Na Republica Tcheca existe o Decreto nº 30, de janeiro de 2001, do Ministério dos Transportes e Comunicações, que esclarece sobre a Bengala Branca e Vermelha para pessoa com surdocegueira.
Na Argentina conquistou-se, recentemente, a Lei nº 27.420, de dezembro de 2017, e o Decreto nº 1059, de dezembro de 2017, que reconhece a Bengala Branca e Vermelha para identificar as pessoas surdocegas.

A Bengala Verde indica que as pessoas têm baixa visão.
Essas cores, símbolos da bengala, são informações muito relevantes para sociedade brasileira, no seu convívio diário com as pessoas com surdocegueira, deficiência visual e baixa visão.
Mais informações:

https://pcdef.com.br › Serviços › Acessibilidade